Hibernar piscina: como cuidar da sua piscina no inverno | Loja Beluga

Hibernar piscina: como cuidar da sua piscina no inverno

Publicado: 15/05/2019


Com as temperaturas caindo e a chegada do frio, o ideal é evitar a piscina ao ar livre e sem aquecimento. Muitas pessoas não sabem como conservar a água da piscina no inverno e nem imaginam que essa falta de cuidado pode gerar problemas futuros, por isso,  é importante hibernar a piscina.


No inverno, a piscina exige alguns procedimentos especiais para que não fique danificada durante o tempo que ficará sem utilização. Entre os problemas mais comuns estão o comprometimento de sua estrutura – danos na bomba, canalização e azulejos soltos –, além da própria água se tornar inutilizável com o aparecimento de bactérias e algas, o que pode ser bem difícil de limpar e reparar.


Portanto, hibernar a piscina pode te poupar bastante dinheiro. Os procedimentos são simples e podem ser feitos por empresa especializada ou você mesmo. Basta paciência e cuidado. O importante é escolher um dia de sol e seguir os passos a seguir:


  1. Limpeza & Higienização: remova toda a sujeira visível (folhas e insetos, por exemplo) e também escove bem os azulejos laterais e piso. Essa etapa é fundamental para evitar a procriação de bactérias e algas;

  2. Equilibre a água: a água deve estar em perfeitas condições, com os níveis dos componentes nos valores ideais. O inverno é um período de cuidados, em especial quanto ao teor do cloro ativo. Cuidado para não adicionar cloro em excesso, prejudicando a água da piscina e formando espumas na água. A recomendação é 30ppm em piscinas com paredes de gesso e 10ppm em piscinas de plástico ou vinil.

  3. Cloração de choque & prevenção de algas: também chamada de supercloração, é a aplicação de cloro em quantidade maior que o normal. Geralmente, feito com 14 g/m³ de cloro granulado. Aplique o algicida junto com a cloração de choque para evitar a proliferação de algas que podem prejudicar a água da sua piscina;

  4. Equipamentos: desligue corretamente todos os equipamentos da sua piscina, como bomba, temporizadores, robots de limpeza e sistemas de aquecimento;

  5. Nível da água: a linha de água deve estar abaixo do skimmer, com aproximadamente 50cm. A baixa temperatura pode danificar o skimmer ou os azulejos, por isso é importante checar o nível de água com certa frequência. Se não for possível, baixe o nível ainda mais;

  6. Esvaziar a canalização: um dos passos mais trabalhosos, porém o mais importante para a conservação da sua piscina. Para fazer o esvaziamento correto, utilize a bomba de água, de ar ou a própria bomba da sua piscina. Em caso de temperaturas muito baixa, o ideal é usar um anticongelamento em todo o circuito de água. Feche todas as entradas e saídas de água, como ralo e as saídas de retorno de água à piscina;

  7. Objetos: retire de dentro da água todos os objetos, como brinquedos, boias, flutuadores, entre outros;

  8. Em caso de congelamento da água: utilize vasilhas plásticas ou garrafas pet cheias de água da própria piscina e deixe-as boiando. Quando a água expandir por causa do congelamento, a pressão vai ser aplicada nos plásticos ao invés de danificar os azulejos;

  9. Cobertura: existem coberturas especiais para o inverno, resistentes aos climas frios. De qualquer forma, cubra sua piscina para evitar que caia lixo ou objetos e que o nível de água não seja alterado com chuvas.

  10. Equipamentos: aproveite para fazer uma boa limpeza nos seus equipamentos de manutenção, como a bomba, motor e filtro. Ao terminar, feche as válvulas.


Com o fim da hibernação, o ideal é realizar os procedimentos acima na ordem inversa, começando pela limpeza de equipamentos e terminando com a higienização da piscina. Apesar de demorado e trabalhoso, esse processo é importante para a manutenção da sua piscina.  


Prevenir é melhor do que remediar. Depois disso, só aproveitar o inverno e esperar as estações mais quentes para voltar à piscina!

Voltar